Let it be...



Às vezes me falta inspiração. Não, não só às vezes, escrever para mim, não é nada fácil.
Em verdade é uma atividade altamente penosa. Escrevo por tentar transpor o que às vezes nem consigo identificar em mim. E vou assim, começando ‘numa’ linha e vendo no que vai dar, aonde chegará. Ontem lia sobre maldade.
Alguns diriam que esta não existe, que é obra de ‘uma’ outra entidade (não palpável). Eu diria que essa afirmação é apenas uma tentativa de justificar certas atitudes humanas, tal como personificação, ou coisa parecida. Não creio no dizem alguns filósofos, custo a acreditar no homem essencialmente mal, esta afirmativa me diz que o ser humano não é passível a mudança, e dizer isso, significa afirmar que eu mesma não sou capaz desta. Mas ao olhar para trás eu percebo o quanto mudei – não só umas por algumas rugas –.
Mudar é amadurecer, é olhar através do que as coisas lhe parecem, é vislumbrar nas pessoas o que você pode agregar delas ou não. É não ser previsível, esqueça previsibilidade, você sabe das alterações pelas quais a vida, as situações, as pessoas e até você mesmo que influenciaram sua “transfiguração” e pronto.
Esqueça de provar quem você é, a menos que você não saiba disto. Daí, se não souber, mergulhe bem fundo no seu ‘eu’ desconhecido e vá desvendando por si só, nunca deixe que te digam que não é grande, certamente és maior -muito mais- do que possam sonhar as mentes céticas e enxergar os olhos vendados.


"What do you see when you turn out the light?

...I high by with a little help from my friends..."

5 comentários:

Rudsson disse...

Que mal há no mal, quem bem há no mal, o que é mal?
"As pessoas nunca mudam" - Dr House que disse, bem q eu não queria acreditar também,mas...

Tangerine disse...

Rudsson e seu pessimismo caracteristico...rs. Então, se não pudéssemos mudar, o que então estaríamos fazendo aqui? Cada dia é um dia novo, com suas substâncias ensurdecedoras mas tambem enlouquecedoras. O que temos que saber fazer é medir o quando disso a gente quer que penetre em nossas vidas...afinal de contas, "tudo começou e terminou ontem" =]

Espinheira disse...

Isso mesmo, *tudo começou e terminou ontem* =]
*Leve com você só o que for bom...

Van-nessa disse...

Bom é se conhecer, evoluir...
Tenho uma professora que adora a palavra 'amadurecer'... ela diz: leiam, escrevam, busquem as fontes certas e amadureçam o seu projeto!
=]
Eu incluo a bondade, a música e as cores!

Patricio disse...

Custo a acreditar na maldade como algo intrínseco ao ser humano, como propunha alguns filósofos. Se isso tudo se resumisse a questões de subsistência, concordaria até dado momento. Mas hoje o que se vê é a banalização da vida, pessoas praticando o mal por coisas extremamente supérflua. Mas... enquanto houver vida, haverá esperança. Esperança de q as coisas melhorem, de que o homem tenha mais perseverança e compaixão dentro de si, q sorria pela manhã para alguém "estranho" e que consiga agregar às coisas q nos parecem pequenas, grandes gestos e grandes lições para a vida. *Ódio e rancor não dão em nada!

Postar um comentário

Copyright @ *Jai Guru Deva... Om... | Floral Day theme designed by SimplyWP | Bloggerized by GirlyBlogger